Se tem um tema importante que o líder empresarial precisa saber, seja ele empresário ou executivo de uma empresa, esse tema é sobre a diferença entre geração de caixa e geração de lucro. No primeiro momento até parece ser iguais, mas são totalmente diferentes e nesse texto quero organizar essa informação para que você consiga liderar ações dentro de seu negócio ou organização com melhores decisões usando os dois indicadores, isso mesmo, os dois.

Antes de falarmos sobre geração de caixa e geração de lucro, acredito ser importante o líder entender primeiro como funciona uma administração financeira e seus papeis. Depois disso terá mais entendimento para distinguir as diferenças que fazem essas duas gerações tão importante para a tomada de decisão.

O objetivo principal da administração financeira pode ser entendido, de forma simplificada, como a gestão dos recursos financeiros que transitam pela empresa, tanto a curto quanto como a longo prazo. Os recursos que transitam pela empresa podem ser acumulados se a empresa apresentar lucro, ou podem ser dilapidados caso a empresa apresente prejuízos. De forma simples também, o Lucro ou Prejuízo podem ser representados pela equação:

Lucro = Receitas – Custos – Despesas

Portanto a administração financeira trabalha junto com toda a empresa dando apoio em estratégias para maximizar os lucros ou minimizar os prejuízos. Contudo os cuidados que devem se ter é muito grande pois temos duas variáveis, sendo elas as RECEITAS e CUSTOS/DESPESAS. Se não se consegue aumentar as receitas, precisam ser reduzidas os Custos/Despesas e é ai que temos que ter cuidados, Custos/Despesas precisar ser analisados antes de serem reduzidas.

Um exemplo desse cuidado seria a decisão de não realizar manutenções preventivas nas máquinas e equipamentos da empresa, o que reduziria de imediato os custos, aumentando o lucro. Entretanto essa ação diminuiria a vida útil e consequentemente o retorno do investimento nessas máquinas e equipamentos, causando prejuízos ao longo prazo para a empresa.

Vejam que analisar somente o lucro não ajuda o líder a analisar o desempenho financeira da empresa. Como um médico é precisa vários “exames” para de apurar a “saúde” da empresa e por consequência definir o melhor “tratamento”, ou as melhores decisões.

A administração financeira é responsável por três grande conjunto de decisões dentro de uma empresa e para entendermos melhor o objetivo da administração financeira e quais são as decisões que eles devem dar apoio, construí uma tabela para melhorar o entendimento.

Objetivo Gestão dos Recursos Financeiros
Decisões Decisões de Investimento Decisões de Financiamento Decisões de Utilização de Lucro

Agora vamos entender melhor o que esta por traz da administração financeira, ou seja, qual seria a divisão funcional de uma administração financeira. Vou mostrar agora um organograma de uma área financeira e claro que sabemos que nem todas as empresas conseguem montar uma estrutura igual, mas a ideia da área financeira é trabalhar os pontos que vou descrever abaixo e assim você vai identificar onde está a geração de caixa e onde esta a geração de lucro para não tratar tudo dentro de um mesmo “balaio de gato”. A ideia que quero trazer nesse texto pode ser executada tranquilamente por uma pessoa, fazendo a administração financeira, ela precisa ter uma visão sistêmica para entender cada um de seus indicadores.

Administração Financeira
Contabilidade Tesouraria Planejamento

De uma forma bem simplista, quero deixar aqui a função de cada área dentro da administração financeira. Essas funções vão organizar suas ideias de como identificar os indicadores de caixa e lucro e posteriormente se organizar para tomar as melhores decisões.

  • Contabilidade: Tem como função, fornecer o indicador de geração de lucro baseado em informações econômicas que são registrados na empresa.
  • Tesouraria: Tem como função, fornecer o indicador de geração de caixa baseado nas transações de dinheiro.
  • Planejamento: Tem como função, prever impactos na geração de lucro e na geração de caixa, basicamente com a elaboração de orçamentos.

Agora que você entendeu um pouco sobre administração financeira, um conceito que precisa ser esclarecido é sobre a diferença entre geração de lucro e geração de caixa, pois uma empresa pode ter uma geração lucro boa e uma geração de caixa muito ruim. O contrário também pode ser verdadeiro, assim como as duas situações serem positivas ou negativas.

  • Geração de Lucro: é a montagem de um cenário onde podemos visualizar as receitas, os custos e as despesas em um modelo chamado DRE (Demonstração do Resultado do Exercício), resultando em uma análise da situação econômica.
  • Geração de Caixa: é a montagem de um cenário onde podemos visualizar o saldo de caixa, o que foi pago e o que não foi pago, recebimentos e a inadimplência em um modelo chamado DFC (Demonstração de Fluxo de Caixa), resultando em uma análise da situação financeira.

Veja a tabela abaixo para facilitar o entendimento:

Qual Informação preciso? O que visualizamos nessa informação? Qual o Demonstrativo devo usar para encontrar essa informação? Quem é responsável por fornecer essa informação? Qual a análise que devo fazer com essa informação?
Geração de Lucro receitas, os custos e as despesas DRE Contador Situação Econômica
Geração de Caixa caixa, contas pagas e contas recebidas DFC Tesoureiro ou o Administrador da Empresa Situação Financeira

Para fixarmos esse conceito, vou deixar um exemplo abaixo para que possamos analisar a situação econômica versus a situação financeira.

Exemplo:

Uma pessoa tem um salário de R$ 3.000,00 e gasta R$ 4.000,00. Essa mesma pessoa recebeu em sua última rescisão de trabalho mais saque do FGTS o valor de R$ 100.000,00 e este dinheiro está no banco.  Qual a situação dessa pessoa?

 

Situação Econômica: Ruim, pois ela gasta mais do que ganha. Simples assim.

 

Situação Financeira: Boa, pois ela tem saldo em caixa para suprir salário que é menor que os gastos, mas claro que com o tempo o cenário financeiro pode ficar ruim quando o saldo que está no banco ficar igual a zero.

 

Para encerrarmos o texto, vou deixar abaixo um quadro comparativo das principais diferenças que podemos encontrar quando analisamos a geração de lucro x geração de caixa.

Geração de Lucro   Geração de Caixa
Reconhece todas as receitas de vendas X Reconhece somente o que já foi recebido
Reconhece as despesas com folha de pagamento no mês em que ela se refere X Reconhece as despesas com folha de pagamento somente quando for realizado o pagamento aos colaboradores
Reconhece as despesas com seguro conforme sua vigência, podendo ser divido em 12 parcelas/mês caso a vigência seja de 1 ano X Reconhece as despesas com seguro pelo pagamento efetuado, sendo a vista ou parcelado independente de sua vigência
As outras receitas e despesas em geral são reconhecidas quando incorridas, independentemente de seu recebimento ou pagamento X As datas de recebimento e pagamento são o que determinam o reconhecimento das outras receitas e despesas em geral

Acredito que na primeira leitura desse texto, algumas coisas podem ficar confusas, mas sugiro que ao terminar essa leitura, retorne a ler esse texto desde o início e agora com um pouco mais de conhecimento e acredito que muitas coisas ficaram mais claras com relação a geração de lucro x geração de caixa.

Espero que esse material te ajude a organizar seus indicadores e que também possa encontrar em seu contador, um parceiro para que você como líder empresarial possa construir uma administração financeira eficiente e consequentemente tomar as melhores decisões.